terça-feira, 29 de março de 2011

Algumas notas sobre o mapa natal de Salvador

De dois ff de compõem, / Esta cidade a meu ver: / um furtar, outro foder" (Gregório de Mattos)

... e hoje é aniversário de Salvador! Não resisti a levantar o mapa e, mesmo sem tempo para um estudo aprofundado, dar uns palpites sobre o astral da cidade.

Salvador, 29 de março de 1549. Imaginando que Tomé de Sousa e sua comitiva com o sol a pino, temos o seguinte mapa:


(é só clicar que aumenta)

Sol em Áries, ascendente em Câncer, Lua em Sagitário.

Essa é a minha primeira experimentação na interpretação de cartas de cidades. Mas já sei que, no mapa de uma cidade ou país, a Lua simboliza seu povo. E é bem significativo que a Lua esteja justamente na Casa Seis - a das aflições, da doença, trabalhos estafantes, aflições.

Há uma concentração planetária em Áries, o que, se por um lado, fala de iniciativa e liderança. Mal desenvolvida ou imatura, a vibração ariana pode se tranformar em dificuldade em concluir as coisas (hello, metrô?).

Chamou muito a minha atenção a Vênus, exaltada em Peixes - a melhor colocação para este planeta, a Vênus mais linda, mais sensual, mais tudo-de-bom - na Casa 9: a casa do estrangeiro. Será um símbolo para as nossas mulheres, lindas, que servem de chamariz para o turismo sexual, ou que vão para fora via redes de tráfico de pessoas?

Outra coisa que dá pra concluir é que a luta - quem sabe a superação daquelas aflições? - do soteropolitano se dá pela palavra, pelo estudo, pela comunicação. Mercúrio (comunicação, intelecto, percepção, fala, escrita) e Marte (construção, trabalho, luta, competição) estão em uma posição interessante, chamada mútua recepção (ops, astrologuês detected). Funciona assim: Mercúrio rege Gêmeos, Marte rege Áries. No Mapa de Salvador, Mercúrio está em Áries, Marte está em Gêmeos - percebe a troca? Um toma conta dos assuntos do outro. Ontem mesmo, Emanuela Sombra, repórter de A Tarde, pediu demissão do jornal em uma carta-denúncia da censura que sofreu - vai calar a boca do Mercúrio em Áries, vai...

E achei que não havia melhor representação para esta casadinha Mercúrio-Marte, uma literatura quase bélica, de guerrilha, do que a poesia de Gregório de Mattos.

_____

Hoje, Lua em Aquário, este imprevisível. Mas acho que será mais calmo do que ontem, em que o imprevisto foi a regra. Ontem com a ativação de Urano em Áries, o significador da eletricidade, até apagão teve. (A propósito: depois leiam como foi o meu dia ontem no pós horóscopo do Saturnália, Surf no Imprevisível) A Lua está minguando e Lua Minguante, vocês sabem, não é boa para cortar cabelo (risos). Então, não vá ao salão, faça melhor: reflita sobre os ciclos que estão se encerrando, sobre as coisas que você quer mudar, sobre o que precisa de um fim. Lua ativa a nossa já conhecida oposição Júpiter-Saturno no céu, então reflita também sobre seus relacionamentos: você faz o que quer, abre mão de si pelos outros, não tá nem aí pra ninguém? Vai por mim: a Lua estará te ajudando.

2 comentários:

Mônica Santana disse...

Menina, esse blog tá babado. Adorei o mapa astral da cidade. Tão revelador de nossas contradições...

Tati disse...

"Triste/doce Bahia! Oh quão desemelhante...Pobre te vejo a ti, tu a mi empenhado. Rica te vejo eu já, tu a mi abundante" (Gregório de Matos).